Ver índice de webs/blogs

Diagrama redesenhado da placa CPU do HOTBIT [HotBit] [[fuente]]


Desenhei este diagrama nas férias do início do ano, mas só agora me lembrei de postar. Ele foi baseado num diagrama que achei no site do Luciano (MSXPRO).

A título de curiosidade este diagrama foi editado num netbook Asus EEE 1005HA com tela de 1024x600

O circuito está disponível nos formatos PDF e Eagle (versão >=6.0) em meu repositório de MSX do Github
https://github.com/Danjovic/MSX/raw/master/Schematics/HOTBIT%20HB8000/HotBit.pdf

Pitfall - The Mayan Adventure MSU-1 [Super Nintendo para sempre!] [[fuente]]


Mais um clássico do SNES é agraciado com uma trilha com qualidade de CD. Os responsáveis pela criação da versão MSU-1 de Pitfall foram os romhackers  Kurrono, Conn e Pev.

Confira o resultado:

É possível jogar diretamente no Super Nintendo, desde que possua o flashcard SD2SNES, ou no PC, utilizando o emulador Snes9X.

Download : Clique Aqui!

Para jogar no SD2SNES, basta descompactar e copiar a pasta para o cartão SD. No SNES, vá até a pasta copiada no SD e abra o arquivo "pf_msu1.sfc".

Para jogar no emulador Snes9X, descompacte o jogo e abra o arquivo "pf_msu1.sfc" presente dentro da pasta descompactada. 

Amiga Mania – Programação Oficial do Evento [retromania.pt] [Retromania.pt] [[fuente]]


O Retromania.pt apresenta Amiga Mania, um evento dedicado inteiramente ao Commodore Amiga que terá lugar em Gaia – Portugal, no Auditório do ISPGAYA, durante o próximo Sábado dia 19 de Maio, das 09h00-12h30 e das 14h00-18h00. INVITE COMO CHEGAR? GPS 41°07’11.5″N 8°37’25.0″W 41.119872, -8.623606  

O conteúdo Amiga Mania – Programação Oficial do Evento [retromania.pt] aparece primeiro em Retromania.pt.

QG Meme: Game e Arte (Maio - 2018) [QgMaster] [[fuente]]




Olá pessoal! Nesta sessão, vocês ficam com um dos trabalhos que eu, Rodrigo "Sr. Devaneio" fiz pra participar do concurso da Página 16 Bits da Depressão. Só tinha fera, eu sabia não ter muita chance, até por estar há muito tempo longe do lápis, mas foi legal mostrar personagens que pouca gente lembra de ilustrar. 

Aqui, mostro meus players preferidos overpowers, Rune e Alys de Phantasy Star 4 - The End of Millenium.    
Novamente, agradeço a oportunidade à 16 Bits da Depressão.
Até galera!

Quer participar?

Decidiu compartilhar seu desenho conosco? Que legal!
Então, o envie para o email qgmaster@gmail.com, com seu nome, idade e lugar onde mora. Além disto, conte-nos um pouco a seu respeito, sobre o processo de criação da arte e os motivos que o levaram a fazê-la. Afinal de contas, todos querem saber quem é o artista, né?
Mande a sua!!!




Hong Kong 97 MSU-1 [Super Nintendo para sempre!] [[fuente]]


Por parte da cena romhacking não há preconceito com jogos ruins, prova disso é que foi lançada uma versão MSU-1 para Hong Kong 97, que chamá-lo de ruim seria um elogio. 

O hack foi feito por Revenant, trazendo a música, única que existia no jogo original, em uma versão com qualidade de CD. 

Talvez o único aspecto surpreendente desse jogo seja a sua música, que, apesar de ser ruim, era uma versão cantada, o que era algo extremamente raro para a época, devido as limitações do hardware do SNES.

A título de curiosidade, a trilha do jogo utiliza uma canção infantil (I Love Beijing Tiananmen), criada durante a Revolução Cultural na China, tendo sido composta pelos chineses Jin Guolin, um estudante de 12 anos e por Jin Yueling, um operário de 19 anos.

Confira o resultado:

É possível jogar diretamente no Super Nintendo, desde que possua o flashcard SD2SNES, ou no PC, utilizando o emulador Snes9X.

Download : Clique Aqui!

Para jogar no SD2SNES, basta descompactar e copiar a pasta para o cartão SD. No SNES, vá até a pasta copiada no SD e abra o arquivo "hongkong97.sfc".

Para jogar no emulador Snes9X, descompacte o jogo e abra o arquivo "hongkong97.sfc" presente dentro da pasta descompactada. 

Master Review - Ayrton Senna's Super GP Monaco (1992) [QgMaster] [[fuente]]





Salve amigos!
É com muito orgulho que fazemos este post comemorativo! Como uma Homenagem ao 24º aniversário da morte do brasileiro mais querido do mundo, decidimos fazer uma matéria sobre o jogo de Ayrton Senna's Super GP Monaco II. Confiram comigo!



Difícil é avaliar o alcance do nome Ayrton Senna. Personagem carismático que surgiu como um fenômeno que cresceu atrás de grandes figuras como Nelson Piquet, alcançando usar o uniforme da McLaren. De repente, seu nome era absoluto nos quatro cantos do Mundo. Sua figura disciplinada e humilde, fez ser adotado mesmo pelo Japão, ganhando um museu. No Brasil, inspirou uma fundação filantrópica e um personagem infantil, o Senninha. Famoso por correr na chuva tendo uma invejável sequencia de vitórias, cena faleceu num acidente de corrida em  Ímola, na Itália. Foi compreensível a atitude de muitos brasileiros, ao dizer que "A Formula 1 acabou com o Senna". 


Fã de Games, foi em seu contato com a Tectoy, que surgiu a ideia da SEGA produzir um Game com o Senna. O Japão, fã de carteirinha do piloto, pensou que era um achado único. Já havia a licença do jogo oficial Super GP Monaco (1989), e agora surgia uma versão personalizada do Senna. Diz-se que o mesmo que testou o jogo e explicou a "visão de piloto" pra incrementar o jogo. 


GRÁFICOS E SONS
Houve em relação ao S. GP Monaco uma grande melhoria gráfica com mais detalhes na pista e nos carros, inclusive no brilho. O horizonte tem detalhes que na minha época de garoto, entre prédios até balões, achava muito bonito. Mesmo no Master System, as imagens do Senna aparecem muito bem digitalizadas, o que corre com perfeição no Mega Drive. Os sons acho gostosinhos nas telas de opção, pareciam modernos e arrojados, o ponto fraco era o "som de ambulancia" como diz o Adinan, para o som dos carros adversários.




VAI QUE É TUA, AYRTON!
Quanto a jogabilidade, o que posso dizer? Na história, você é um piloto iniciante que se classifica para estar entre os grandes da Formula 1. Dentre eles encontra o Ayrton Senna que cortesmente lhe deseja sucesso na competição. Se você caiu nas lendas urbanas,  pode ter acreditado que era o Ayrton, mas não, era seu competidor. 


Você pode escolher as pistas, entre a Competição mundial, a corrida solo e nos Options você monta seu carro em 4 itens: Hission, Gear, Wing, Tire. Isso determina o desempenho do carro e se a marcha é automática ou manual. Antes de cada pista, o Senna dá uma dica pessoal do percurso e talvez suas dificuldades.  


 ​
Não sendo bom em jogos de corrida, meu proveito não foi total do game, mas posso dizer, é divertido e bem feito o jogo, mas o desafio e as curvas são bem pesadinhas pro jogador iniciante. Outro produto oficial, o Formula 1, eu sentia as curvas bem mais suaves, bastava largar o acelerador e a curva tava feita. No final de cada pista, você vê que o nome dos pilotos reais aparece, e pra nossa frustração tá sempre no primeiro lugar o mesmo Senna que te fez querer jogar... Competir com esse aí, nem no jogo.


CONSIDERAÇÕES FINAIS
Ayrton Senna's Super GP Monaco II é uma daquelas grandes demandas do videogame que causaram sensação pelo nome de Ayrton Senna. É impossível se irritar ao competir e tomar uma sova do piloto apelão!  Mesmo não sendo meu estilo favorito, digo que é um jogo bonito e recomendo a todos do mundo 8 Bits! O Senna merece!     




Sicari Remastered [Super Nintendo para sempre!] [[fuente]]


Gênero: Aventura
Ano: 2018
Fabricante: Nintendo
Hacked: Eevee
Sicari Remastered é um hack de Super Mario World, entretanto, Mario não é a estrela do jogo, ou seja, este hack utilizou apenas a estrutura base do jogo do bigodudo.

É possível jogar com dois personagens: Sicari e K-16, cada um deles com um esquema de controle único. Sicari joga exatamente como Mario, com a velocidade máxima, salto giratório e habilidade de nado. K-16 joga mais como Mega Man, eu diria. Ela pode atirar balas de plasma (como ela diz no jogo) e se você ganhar o item de poder (flor de fogo com gfx diferente), você pode carregar seu blaster e atirar. A dificuldade é equilibrada na maior parte, começando de fácil e indo para o mais difícil.
Todos os gráficos são originais e exigiram muito trabalho duro, nem parece que foi feito em cima de SMW.

As batalhas contra os chefes são completamente originais,  não espere que seja tão simples como no SMW, são difíceis mas a vitória se torna mais gratificante quando são derrotados, pois não basta pular três vezes sobre o chefe como no SMW.
A trilha sonora é bem variada e combina com os temas de cada fase. Os efeitos sonoros são caprichados e bem escolhidos, não destoando do restante.

Sem sombra de dúvidas, Sicari Remastered é um dos melhores hacks de SMW que vale a pena dedicar um tempo para jogá-la.


Download: Clique Aqui!

Super Metroid: Escape 2 [Super Nintendo para sempre!] [[fuente]]


Gênero: Ação
Ano: 2014
Fabricante: Nintendo
Hacked: Hiroish
Super Metroid: Escape 2 é um hack que modifica os níveis do jogo original, trazendo novas rotas e desafios. Este hack manteve a jogabilidade original bem como o grau de dificuldade, que não é exagerado, tornando-se um jogo accessível até mesmo para os menos experientes.
O jogo possui gráficos bem feitos e coloridos, com tons azulados, mantendo o clima misterioso e sombrio. O personagem ficou com uma tonalidade que está em harmonia com o restante do cenário.
A trilha sonora original foi mantida, o que é um ponto forte, pois ela é excepcional e dificilmente uma substituta ficaria à altura.
Este jogo é um prato cheio para os amantes de Super Metroid, chegando a bater de frente com as mais famosa romhacks já feitas de Super Metroid.


Download: Clique Aqui!

Mega Man X - Hard Type [Super Nintendo para sempre!] [[fuente]]


Gênero: Ação
Ano: 2017
Fabricante: Capcom
Hacked: Hart Hunt
Mega Man X - Hard Type é um hack desenvolvido Hart Hunt, cujo objetivo foi remodelar todas as fases de forma a reajustar o equilíbrio delas, aumentando a dificuldade e trazer uma nova experiência para o jogadores veteranos do jogo.
Lista de alterações:
Mudanças de fases: Cada fase foi redesenhada do zero, incluindo as arenas de chefes.
Inteligência artificial: inimigos regulares, chefes e subchefes tiveram sua AI melhorada, tornando-os mais responsivos e mais rápidos, entre outras coisas.
Status dos inimigos: Inimigos tiveram seu HP reequilibrado e eles geralmente causam mais dano.
Status dos jogador: Munição foi reduzida e danos causados ​​pelas armas foram reequilibrados (o Hadouken não é um one-shot mais), tanto contra inimigos normais e chefes. Algumas armas tiveram sua velocidade reequilibrada. O upgrade do corpo foi nerfado para 25% de redução de dano.
Outras mudanças: Vidas infinitas, alterações de diálogo, contador de morte na tela de pause, os chefes podem ser enfrentados novamente, possibilidade de sair das fases sem terminá-las, a cápsula de Hadouken requer apenas 1 visita (não precisa passar de todos os estágios), dash adquirido depois de completar a fase de introdução, além de outras pequenas adições.

Mega Man X - Hard Type é o tipo de hack ideal para um jogador experiente da série X que queira se aventurar nas novas desafiante fases, colocando à prova suas habilidades.


Download: Clique Aqui!

Battletoads in Battlemaniacs MSU-1 [Super Nintendo para sempre!] [[fuente]]


Agora a aventura de Pimple e Rash ganha mais um motivo para jogá-la novamente, pois o jogo Battletoads in Battlemaniac recebeu uma versão MSU-1, o que significa que o jogo passa a ter a trilha sonora com qualidade de CD. Esta versão foi desenvolvida pelos romhackers Kurrono e Conn

Confira o resultado


É possível jogar diretamente no Super Nintendo, desde que possua o flashcard SD2SNES, ou no PC, utilizando o emulador Snes9X.

Download: Clique Aqui!

Para jogar no SD2SNES, basta descompactar e copiar a pasta para o cartão SD. No SNES, vá até a pasta copiada no SD e abra o arquivo "btbm_msu1.sfc".

Para jogar no emulador Snes9X, descompacte o jogo e abra o arquivo "btbm_msu1.sfc" presente dentro da pasta descompactada. 

Battletoads & Double Dragons MSU-1 [Super Nintendo para sempre!] [[fuente]]


Battletoads & Double Dragons recebeu uma versão com o áudio remasterizado, ou seja, trata-se de um hack MSU-1, criado pelos romhackers Kurrono e Conn. Todas as músicas do jogo agora têm novas versões com qualidade de CD.

Confira o resultado


É possível jogar diretamente no Super Nintendo, desde que possua o flashcard SD2SNES, ou no PC, utilizando o emulador Snes9X.

Download: Clique Aqui!

Para jogar no SD2SNES, basta descompactar e copiar a pasta para o cartão SD. No SNES, vá até a pasta copiada no SD e abra o arquivo "btdd_msu1.sfc".

Para jogar no emulador Snes9X, descompacte o jogo e abra o arquivo "btdd_msu1.sfc" presente dentro da pasta descompactada. 

The Mask MSU-1 [Super Nintendo para sempre!] [[fuente]]


“Alguém me segure!” Os romhackers Conn e Kurrono lançaram a versão MSU-1 de The Mask, assim, este é mais um jogo com a trilha sonora com qualidade de CD, inclusive tem algumas temas com vocais.

Confira o resultado:

É possível jogar diretamente no Super Nintendo, desde que possua o flashcard SD2SNES, ou no PC, utilizando o emulador Snes9X.

Download : Clique Aqui!

Para jogar no SD2SNES, basta descompactar e copiar a pasta para o cartão SD. No SNES, vá até a pasta copiada no SD e abra o arquivo "mask_msu1.sfc".

Para jogar no emulador Snes9X, descompacte o jogo e abra o arquivo "mask_msu1.sfc" presente dentro da pasta descompactada. 

MD Review - Sunset Riders (1992) [QgMaster] [[fuente]]


Salve, Cowboys!
Peguem suas armas para desbravar o Oeste Selvagem Faremos uma breve análise de um grande jogo da Konami, Sunset Riders pra Mega Drive.  Vejamos como ficou!




Quando fui apresentado ao mundo dos Games, só conhecia os de Cowboy aqueles com Pistola no Fliperama, como os clássicos Wanted e Bank Panic. 
Mas logo no início dos anos 1990, vi algo que me agradou muito, este shoot n' up com temática de Velho Oeste, afinal, o gênero Action sempre se alimentou da grande variedade de ambientações pra aventuras, embora a temática Gangue de rua e Medieval sempre foram preferidas. 


Eu curti muito o fato de serem 4 heróis diferentes, embora estranhei a combinação de 3 pistoleiros platinados e um mexicano de rosa. Acredito que por alguma "inclusão", até eu lembrando os velhos filmes do Trinty (a dupla Bud Spencer e Terence Hill), o mexicano era um elemento comum do gênero. O enredo era bem simples, estes justiceiros decidem viajar pelos Estados Unidos do Oeste ao Leste caçando malfeitores, até descobrir o chefão de uma imensa gangue, o inglês almofadinha Richard Rose.


Tinha de tudo que um bom filme de faroeste macarrônico tinha (Far West), Bandidões, estouro de boiada, dinamites, trens, indios e dançarinas de can-can!  Apesar da pesquisa dos programadores japoneses em reproduzir este ambiente viril, haviam vários alívios cômicos: Os hábitos alimentares (Billy é vegetariano e a bebida preferida de Cormano é leite), os personagens viram um palito de fósforo quando incendiados e folhas de papel quando caem objetos em cima.
Quebrando um jejum antigo, a Konami decide converter seu Arcade para o Mega Drive,  com a quebra do contrato de exclusividade com a Nintendo. E é a versão Mega Drive que vamos falar!

UM HOMEM CHAMADO CAVALO CORMANO



A primeira coisa que estranhei quando liguei super ansioso em ver o Game, foi porque havia na Tela Título apenas duas silhuetas. Fui descobrir que a versão Mega só tinha dois personagens! São Billy e Cormano. Alguns se perguntarão porque dessa escolha e explico: São os heróis com menor variedade de cores, um azulão e outro rosa, e possuem recursos de armas diferentes. Billy com sua pistola e Cormano com sua espingarda.  

Essa cena só lembro de Rolf West do Adinan! =)

GRÁFICOS E SONS
Quando liguei o Mega, animado por encontrar uma versão do Arcade Game, percebi diferenças que não dava pra ignorar. Preocupados com a limitação de cores do Mega (o mesmo console que processa um Sonic ou Ristar), as cores do jogo tendem a ser repetitivas em relação ao Arcade, os bandidos pistoleiros não mudam a cor. Dado a limitação de Sprites, os tiros e cenários foram adaptados.  O imperdoável foi justo o corte dos movimentos de algumas cenas. As dançarinas loiras de Can-can que aparecem nas portas foram substituídas por uma bonecas ruivas atarracadas. A música achei pouca diferença do original, mas as vozes que ocorrem nos diálogos entre heróis e chefões foi trocado por diálogos, apenas há 3 vozes no jogo.
 

Na dúvida, use o Dash pra chegar logo na mocinha.

ENTERREM-ME COM MEU DINHEIRO
E por falar em cortes, não bastasse os personagens e cores, as fases também foram cortadas! Os oitos chefes foram reduzidos a quatro apenas. Apenas o primeiro Chefe, o banqueiro Grendwell e os chefes finais, o guerrilheiro Paco Loco, o índio Chief Scalpen e o Big Boss Richard Rose. Todos eles tem uma recompensa a prêmio. A Conversão nos dá a impressão de ser tão curto quanto Beat n' Up antigos, como Double Dragon ou Golden Axe. Pra tentar corrigir este problema, as fases foram divididas em duas partes, na primeira há uma donzela sequestrada no final como check-point que lhe agradecerá com beijos (você ouvirá "Thank you nice boy!") e o famoso gritinho quando uma ficha era colocada na máquina.

Dica: às vezes é a distancia que ajuda a pegar os itens.

Dos pecados cometidos, foi o corte das duas fases  a cavalo, para mim isso foi pra economizar os quadros dos heróis em suas várias posições de luta. Para compensar, eles estão a cavalo num bônus stage em que você pega de uma carroça moedas e vidas de uma bela donzela. Um Cowboy sem cavalo não é Cowboy. 
Perdemos também os Irmãos Smith incendiando o Saloom, uma das quebras de ritmo mais legais do game, lá as dançarinas sequestradas fazem um "show particular" aos seus heróis e anunciam os chefes finais.

No Trem cuidado com o poste.

E não é só isso. Você verá Grendwell numa cidade bem capada em relação ao original, no trem encontrará Paco atirando, na montanha após descer no "teleférico" (um dos detalhes mais bacanas do jogo) o Chief Scalpen com suas facas, e numa chique fortaleza, Richard. 


Acredito que foi novamente visando "economia" que Paco surge no trem, mas é o chefe mais sem graça do jogo, enquanto o original, El Greco, outro mexicano, é não só um desafio mais interessante, como ele tem uma história com o Cormano, ficando com seu sombrero, caso o derrote.

Uma exclusividade do Mega é o "efeito Sonic", em que a cada tiro os personagens liberam moedas, várias vezes vi Cormano perder moedas com tiros, mas recuperá-las também. Os chefes no ultimo golpe liberam essa grana que você tem que ser esperto pra pega-las no ar. Paco ao gritar "Hasta la vista, Baby" cai do trem e libera doces como uma Piña mexicana (????) 

Dica: O Boss Índio tem como ponto fraco as costas.
Se atirar muito perto, ele contra-ataca com a facada!
A fase dos índios mudou que eles não sobem as montanhas, mas num caminho quase linear, descem dos paredões com suas flechas que podem ser desviadas pelas balas. O Chief Scalpen merece o título de chefe mais difícil, com seus saltos e facas. 
Curiosamente, após a vitória, Ma'an, a irmã do chefe, aparece e pede perdão, dizendo que apenas estava seguindo ordens, e o seu herói o poupa. Parece estranho, mas era um onda do cinema que rolou em rever o papel do Índio nos filmes (lembra de "Dança com Lobos"?), então se são inimigos, que fossem usados pelos vilões de verdade.


ONDE OS FRACOS NÃO TEM VEZ


Agora tenho a notícia que essa versão é mais difícil que o Arcade. Só fui fazer uso do Dash (diagonais inferiores + salto) pra escapar da chuva de balas no Mega, coisa que desprezava quando era moleque. Os itens são a Cabeça (mais uma vida), a Pistola (aumenta o alcance) e a Bala (tiro mais rápido). A Mobilidade de Sunset Riders é muito boa, com o botão de pulo e o direcional, você pode escalar escadas no trem, subir ou descer plataformas. Esses movimentos conferem uma temporária invencibilidade ao personagem. A velocidade das estacas na fase do trem é muito maior que o costume. A dinamite explode mais horizontal, o que na prática você crê estar seguro e voa pelos ares. 

Dica: Richard tem nesta versão um primeiro ataque exclusivo.
Se está acostumado com o Arcade, cuidado!

CONSIDERAÇÕES FINAIS
Sunset Riders de Mega Drive teve elementos exclusivos, mas não há justificativas por um pequeno motivo. Todo este jogo tem apenas 4 Megas! Com uma maior limitação de vozes e cores, poderia ter sido uma conversão pro Master System! Acredito que a Konami subestimou totalmente as possibilidades do console em 1992, fazendo uma conversão mais caprichosa pro SNES um ano depois. Meio triste, pois meu papel seria recomendar os emuladores, mas não é a mesma coisa de jogar num console sabendo que tem uma versão no seu 16 Bits preferido. Bem que queríamos dar as estrelas pra esse jogo, mas não deu, embora, felizmente, tal história não se repetiu no casamento Konami + SEGA. É o que veremos em futuras matérias. Vale aqui como documentação.  I see you, Cowboy!



Crowdfunding do anual da Zzap!64, atinge o valor pretendido em tempo recorde! [Retromania.pt] [[fuente]]


Depois do sucesso do anual da revista Crash, Chris Wilkins e a Retro Fusion Books estão novamente de volta, para nos trazerem o anual da revista Zzap!64. Para quem não conhece, a Zzap!64 foi uma revista dedicada ao Commodore 64, publicada entre 1985 e 1992. A “ZZap! 64 Annual 2019”, está desde ontem a procurar […]

O conteúdo Crowdfunding do anual da Zzap!64, atinge o valor pretendido em tempo recorde! aparece primeiro em Retromania.pt.