Ver índice de webs/blogs

Super Metroid Ancient Chozo [Super Nintendo para sempre!] [[fuente]]


Gênero: Ação/Aventura
Ano: 2018
Fabricante: Nintendo
Hacked: Albert V.
Segundo o autor desse hack de Super Metroid, Ancient Chozo é uma expansão do jogo original, que conta com um mapa similar ao original. Mas o jogador terá uma nova experiência, visto que os gráficos foram reformulados, novos caminhos foram adicionados, novas salas secretas que escondem itens e habilidades, fazendo com que a exploração seja mais recompensadora.
O nível de detalhes dos cenários ficou excepcional, a nova realocação dos itens e habilidades também foram bem reposicionadas, fazendo com que o jogo avance naturalmente sem que o jogador acabe perdido. As transições das portas são rápidas, deixando o ritmo do jogo bem fluido.
No geral, este é um hack muito bem feito. Todo o redesenho, gráficos, quebra-cabeças, ambiente, tudo é simplesmente fantástico, tornado-se uma boa oportunidades para o fãs de Super Metroid.


Download: Clique Aqui!

E lá vem a 1a MSXRio’2019, daqui a duas semanas! [MSXRio] [[fuente]]


857859msx.logoA primeira MSXRio do ano de 2019 será no dia 23 de fevereiro, sábado, no Centro Sócio-Educativo Lar do Méier, no Cachambi. Não deixe de ir!

Sobrevivemos a 2018. E tão importante quanto, nossos MSXs sobreviveram também. E como nós somos teimosos e curtimos muito esse que é “o mais mágico dos microcomputadores”, teremos MSXRio sim senhor!

A próxima MSXRio ocorrerá aqui a duas semanas, também conhecido como dia 23 de fevereiro. Será no no Centro Sócio Educativo Lar do Méier, na Rua Garcia Redondo, 103, no bairro do Cachambi. O horário é a partir das 10 horas, indo até as 18 horas.Todos vocês que leem esse texto são nossos convidados a comparecer. A entrada é gratuita, 0800, “di grátis”, paga nada pra entrar.

Se você quiser ver fotos dos encontros de 2018, clique aqui para acessar. Agora, se você quiser ver fotos de TODOS os encontros… Bem, aqui embaixo tem um vídeo com fotos desde 1997, até 2017. Divirta-se!

Agora, se você quiser saber mais detalhes sobre o encontro… Clique no mais e siga a leitura.

Ok, eu vou… mas como eu vou?

Acredite, não é difícil. O acesso é razoavelmente fácil, então vamos explicar para quem vem.

    • Se você vem de carro, a rua Garcia Redondo é transversal à Rua Cachambi, sendo paralela às ruas Getúlio e Honório, bem conhecidas na região. Ela está próxima à Avenida Dom Hélder Câmara. Logo, se você vier pela Avenida Dom Hélder Câmara, na altura do Norte Shopping, você deverá seguir esse percurso abaixo.


Quanto a estacionamento, como dissemos acima, tem vaga para parar no local. Custo zero. Mas não hámuitas vagas, então chegue CEDO. Eles tem um portão automático, então quando você chegar com seu carro e suas tralhas seu equipamento, haverá um cartaz na porta orientando sobre como proceder.

    • Mas digamos que você virá de metrô. A estação de metrô de Del Castilho é a mais próxima ao local. Você pode tomar um desses 3 ônibus (622, 673 ou 687) a partir de Del Castilho. Colocamos maiores detalhes no mapa abaixo.

 

    • Mas se você vem de trem, a estação de trem do Méier é próxima ao local. É possível vir a pé (nem é tão longe assim), mas você também pode vir de ônibus. Pra variar, colocamos um mapa aí embaixo, para você não errar.

E tem onde comer?

Olha, normalmente tem refeição no local, o que é bom: Comida caseira, saborosa por um preço em conta. Mas como a direção do espaço mudou, não sei se teremos refeição no local. De qualquer forma, estamos perto da Rua Cachambi. Logo, temos algumas opções interessantes de almoço por perto. É descer a Garcia Redondo e comer.

E se eu vier de fora do Rio?

No Shopping Nova América, tem 2 hotéis da rede Íbis. Com custo a partir de R$ 146 por noite, podendo acomodar até 2 pessoas, o Íbis e o Íbis Budget são opções interessantes (e próximas) para quem quiser vir à MSXRio, não tiver onde ficar e quiser ficar perto do local do encontro (4,6 km, 11 minutos de carro). Se você ficou interessado, clique aqui e faça sua reserva.

Bem, é isso. Nós te aguardamos na MSXRio!

São estas as datas para as MSXRio’2019! [MSXRio] [[fuente]]


Atenção, pessoal, atenção. As datas definidas para os encontros dos entusiastas do microcomputador MSX no Rio de Janeiro são estes:

  • Dia 23 de fevereiro, sábado.
  • Dia 05 de outubro, sábado.

O local, a princípio, permanece o mesmo: Centro Sócio Educativo Lar do Méier, na Rua Garcia Redondo, 103, no Cachambi.

E se você chegou até aqui, saiba que temos mais fotos do álbum da MSXRio’2018. Estão aí embaixo. Divirta-se!

Paulistão Forte Gomba [Super Nintendo para sempre!] [[fuente]]


Gênero: Esporte
Ano: 2019
Fabricante: Konami
Hacked: Forte Gomba
A equipe Forte Gomba, especializada em romhacks de International Superstar Soccer, acaba de lançar o Paulistão Forte Gomba. O jogo conta com 42 times paulistas, dos tradicionais até aos que já tiveram seus dias de glória, mas que hoje são esquecidos, não para a equipe Forte Gomba.
Os times que foram selecionados para fazerem parte do Paulistão não conta com elencos atuais, mas sim com os elencos originais de quando esses time tiveram os seus melhores resultados. A intenção foi montar os times com os melhores jogadores que cada um deles já tiveram.

Lista de times
América Futebol Clube, conhecido como América de Rio Preto (1997-98)
Associação Atlética Internacional de Limeira ou Inter de Limeira (1986)
Associação Atlética Ponte Preta (1998-99)
Associação Atlética Portuguesa, mais conhecida como Portuguesa Santista (2003)
Associação Desportiva São Caetano (2002)
Associação Esportiva Araçatuba (1994-96)
Associação Ferroviária de Esportes, mais conhecida apenas como Ferroviária (2017)
Associação Portuguesa de Desportos (1996)
Botafogo Futebol Clube, mais conhecido como Botafogo de Ribeirão Preto (1999).
Club Athletico Paulistano (1916)
Clube Atlético Bragantino (1990-91)
Clube Atlético Juventus (2005-06)
Clube Atlético Linense (2013)
Clube Atlético Penapolense (2014)
Comercial Futebol Clube (2011)
Esporte Clube Noroeste (2006)
Esporte Clube Santo André (2004)
Esporte Clube São Bento (2018)
Esporte Clube XV de Novembro, mais conhecido como XV de Jaú (1995-96)
Grêmio Barueri Futebol Ltda, mais conhecido como Grêmio Barueri (2009-10)
Grêmio Esportivo Novorizontino (1990-91)
Grêmio Osasco Audax (2016)
Guarani Futebol Clube (1994-95)
Guaratinguetá Futebol Ltda (2007-08)
Ituano Futebol Clube (2014)
Marília Atlético Clube (2002)
Mirassol Futebol Clube (2016)
Mogi Mirim Esporte Clube (1994-96)
Oeste Futebol Clube (2017)
Paulista Futebol Clube (2005)
Red Bull Brasil (2014-16)
Rio Branco Esporte Clube (também conhecido como Rio Branco de Americana (1995)
Sociedade Esportiva Matonense (1997)
São Bernardo Futebol Clube (2013)
São José Esporte Clube (1989)
União Agrícola Barbarense Futebol Clube, ou União Barbarense (1998-99)
União São João Esporte Clube, mais conhecido como União São João de Araras (1996-97)

O jogo conta com s seguintes estádios: Canindé, Brinco de Ouro, Moisés Lucarelli, Bruno José Daniel, Rua Javari, Arena Barueri, Fonte Luminosa e Santa Cruz.

O modo Scenarios também foi modificado trazendo desafios com grandes partidas que marcaram diversos campeonatos paulistas de diferentes épocas.

Outro destaque fica por conta da edição de todos os escudos dos times e a fidelidade dos uniformes, que ficaram bem detalhados, o que demonstra o esmero empreendido na edição do hack. Além disso, cada time conta com um balanceamento próprio de habilidades.

Paulistão Forte Gomba é o resultado de uma bela homenagem a um dos mais tradicionais campeonatos estaduais do Brasil.

Download: Clique Aqui!

QG Recomenda: 10 RPG's Imperdíveis para o Mega Drive! [QgMaster] [[fuente]]



Fala pessoal!
Quando você fala em RPG's hoje em dia, o pessoal logo lembra dos milenares Final Fantasy e Zelda do SNES, ainda com boas novidades sendo feitas em outros consoles, correto?
Iniciando 2019, eu queria dividir com vocês alguns RPG's que valem a pena experimentar no Mega. Poderia fazer um catálogo com a infinidade de jogos do gênero produzidos, mas quis unicamente sugerir alguns dos meus preferidos que são obrigatórios pra qualquer gamer, mesmo que alguns a memória já  esvaneceu. 
Vamos com DEZ RPG's do Mega, se você curte o gênero, esse post é pra você.


Para isso, dividi a lista em 3 categorias de qualidade.

3º Escalão
Esse grupo de Jogos são em geral listados como razoáveis por parte da crítica, mas os considero gostosos de jogar, e já foram elogiados em sua época, desde que o jogador tenha paciência com eles. Dois deles vem dos RPG's de mesa e acabam acima da média das demais tentativas de conversão. 


10- Arcus Odissey
Um Action RPG simples. Uma Feiticeira derrotada no passado retorna para reconquistar um Reino e um grupo de heróis quer se rebelar contra a tirania. Um Cavaleiro, uma Arqueira, uma Ladra e um Feiticeiro. Você pode jogar com DOIS jogadores. É ação simples, explorar os cenários dividido em fases,  adquirir itens, conversar com aliados e matar monstros. Um estilo famoso por Gauntlet, mas mais desenvolvido.


9- Pirates Gold
RPG de simulação ambientado na colonização do Caribe. Você é um Pirata, cabendo ao jogador escolher década e nacionalidade. Além de saquear navios e cidades, procurará tesouros e os "10 Desafios do Pirata". Um bom título de simulação e enriquece culturalmente com informações geográficas e históricas. Sim, temos o Review deste jogo. Quem gosta do gênero vale também conferir o Uncharted Waters.


8- Dungeons & Dragons: Warriors of Eternal Sun
Único jogo da série D&D pro sistema. A Aventura se passa desta vez no mundo de Mystara, em que o castelo do Duque Barren foi teleportado pra um Vale (os fãs saberão que é o Hollow World) com um Sol que nunca se põe. Você forma uma equipe típica de D&D e seleciona seus status com lances de dados. O game tem visão 3/4 no cenário aberto e labirintos 3D. Fizemos o Review, mas ainda não terminamos o Guide.

Os jogos clássicos de D&D não tem boa fama pelos gráficos e as mecânicas escolhida pra traduzir o jogo de dados, mas este aqui é um dos mais queridos, permitindo várias táticas de luta e grande variedade de magias conhecidas dos jogadores de D&D.


7- Shadowrun
Outro jogo voltados pra fãs de RPG de mesa, com esta versão do jogo da Fasa, para fãs de Cyberpunk e do Universo Matrix. Ambientado num futuro distópico em que os seres da Fantasia renascem. Nesta versão Mega Drive, você é Joshua, um aventureiro que precisa descobrir pistas do assassinato do seu irmão na Seattle de 2035. Vale conferir um título que foge dos típicos cenários de capa e espada, ambientados no futuro, nos lembraremos de Akira e Ghost in the Shell. Trabalha com mundo aberto, e estreou o sistema sandbox, em que a história desenvolve com objetivos paralelos. Inclusive, cobrimos o Review do jogo e devem aguardar em breve nosso Guide.


2º Escalão
Esse aqui é considerada a Sagrada Trindade dos Actions RPG's do Mega Drive. Não são tão famosos por gamers de outros sistemas, mas tiveram muito seu valor na Época. 


6- Landstalker - Treasure of King  Nole
RPG de Ação com visão isométrica. Você é Nigel, um caçador de Tesouros que conhece uma Fada chamada Sexta-feira. Isso mesmo. É um jogo muito bem humorado. A demo de introdução lembra inclusive o clássico Caçadores da Arca Perdida.  Embora não seja muito fã dele pelos controles em 3/4, ele foi bem recebido pela crítica e tem gráficos e sons muito bem acabados. 


5- Crusader of Centy
Outro RPG de ação, ambientado no mundo de Soleil, também outro nome do jogo na versão japonesa (não confundir com Light Crusade, que é outro ótimo jogo). O herói é um jovem que acaba de herdar a Espada do pai e deseja se tornar um herói, no momento em que os Monstros banidos pela Luz no passado retornam da Escuridão. Além da Espada, que o herói aprimora com um treinamento, há ainda criaturas que auxiliam nos seus poderes. Com uma ambientação cativante pro publico mais infantil, ele tem grande influencia de Legend of Zelda. Acho este jogo o mais charmoso dessa Trindade do Action RPG do Mega!


4- Beyond Oasis
Fechando a Trindade, outro game muito bom, também conhecido como Story of Thor. Em Beyond Oasis, o Principe da Ilha de Oasis encontra  um bracelete dourado de um Gênio, e deve vencer o Genio do bracelete prateado do Mal.
O jogo é o mais dinâmico dos três, com belas animações dos chefes, muita pancadaria, e puzzles criativos. O Príncipe tem muitos movimentos de luta bem no estilo Beat n' Up e usa os diversos gênios evocando o poder do bracelete em um elemento como um rio ou fogueira. Beyond Oasis é super recomendado pelo Adinan.


1º Escalão
Enfim, os RPG's mais famosos e por isso mesmo, mais queridos cuja fama ultrapassa os limites do Console. 


3- Mônica na Terra dos Monstros
Dispensa comentários. Quarto jogo da série Wonderboy, ambientado no Brasil pela Tectoy e a Mauricio de Sousa Produções. Mônica (Shion na versão japonesa) deve libertar a Terra da Fantasia dos Monstros como o Dragão Cospe-Fogo, ajudando seus outros amigos Cebolinha, Anjinho, Magali, Bidu e Cascão. De todos os jogos da Mônica, é o que tem o melhor gráfico, e os coadjuvantes do jogo-base interagem bem pois parecem feitos pelos estúdios do Maurício de Sousa. Quem jogou os outros jogos do Master, verá as fases antigas em releituras bem bacanas. Só a as plataformas-móvel da ultima fase, fazem você criar raiva do jogo. De resto, maravilhoso.


2- Shining Force 2
O mais clássico jogo de Estratégia da SEGA. O Reino de Granseal corre perigo e jovens aventureiros juram vencer as forças adormecidas do Mal quando um lacre que as guardava foi rompido por ladrões. O jogo lembra as origens dos primeiros Wargames de tabuleiro antes de D&D. A Arte lembram animes medievais como Records of Lodoss War e Those who Hunt Elves, com um estilo humorado. De todos os jogos da série Shining do Mega, o ShF 2 nos destaca com elementos como o herói Bowie, uma história melhor amarrada, e a busca de itens como o mineral Mithrill nos cenários pra fazer armas mágicas. Para curiosos, o precursor da série, o Shining in the Darkness que faz o estilo Dungeon Crawler também é muito bom. Para quem emula no celular, acho o mais agradável pra se jogar na tela pequena.



1- Phantasy Star IV
Unânime como a melhor série RPG da SEGA. A saga dos heróis que a cada mil anos enfrentam uma Força Maligna (Dark que assombra o sistema solar de Algol. De todos, o PhS 4 é considerado o melhor do Mega Drive. Dosa com equilíbrio os elementos Sci-Fi e Fantasia, usando o humor, o drama, o mistério e a ação também bem dosados. Com gráficos bem acabados, belas músicas (algumas remixes de PhS 1), 200 técnicas e habilidades diferentes, além da referencias aos jogos anteriores, o jogo já superaria os antecessores, mas ainda criou-se os ataques combinados de poderes e as conversas entre personagens o que cria maior senso  de realidade das personalidades. Outros poderiam figurar na nossa lista como o Phantasy Star 2, o primeiro RPG 16 bits, mas acho reservardo aos jogadores mais hardcores, Se você não jogou, não sentiu o poder do Mega Drive. Você quer uma experiência de esperança, alegria e tristeza? Jogue PhS IV!

____________________________________

Então pessoal? Curtiram a Lista? Espero que me contem também os favoritos de vocês. Tá aí uma boa programação de jogos para 2019! Fica a sugestão.
Até mais!

Retro Receiver – adaptador bluetooth para a Mega Drive! [Retromania.pt] [[fuente]]


Excelentes notícias para os fãs da Mega Drive, a 8bitdo acaba de anunciar o Retro Receiver, um adaptador bluetooth para a 16 bits da Sega! Com frequência de 2.4ghz e alcance até 10 metros, podemos dizer adeus aos cabos e jogar livremente sem qualquer tipo de lag. Este tipo de solução já existia para a […]

O conteúdo Retro Receiver – adaptador bluetooth para a Mega Drive! aparece primeiro em Retromania.pt.

Divagações Gamísticas - Nº1 [QgMaster] [[fuente]]








Por Douglas Deiró


Saudações!
Tudo bem com vocês?
Baseando-me em um dos meus textos anteriores – sobre a Sega não ter feito um game com a Light Phaser baseado em Zillion -, imaginei, que daria uma nova coluna para o QG Master. E aqui estamos!
Seguindo essa idéia, farei “divagações” a respeito de alguns lançamentos que, por alguma razão inexplicável, não foram concebidos, mesmo sendo tão óbvios (embora, seja um conceito subjetivo). Há casos que, realmente, me deixam bastante intrigado.
Sem mais enrolações, vamos falar de...


Power Athete

Com versões para Mega Drive e Super Nes, este título da Kaneko de 1992, foi um dos tantos que pegou o vácuo do sucesso “hadoukenizador” de Street Fighter 2. Alguns destes clones foram discretos na inspiração, enquanto outros, foram bem descarados (Power Instinct, estou olhando pra você! Rss!!!). No caso de Power Athlete (PA), pelo menos, inovou em trazer mecânicas próprias e o aumento de atributos ao fim dos combates.
O primeiro “Por quê?”, de fato, vai para os três nomes que recebeu. No Mega, se chamou Power Athlete no mercado ocidental e, Deadly Moves, no Japão e região. Já no concorrente, batizaram o danado de Power Moves. Aqui, creio eu, tentaram evitar treta com a Nintendo, por conta da palavra Deadly (Mortal).
Uma das inovações de PA: o aumento de atributos ao vencer lutas.
Hoje, muitos dos que fazem reviews de jogos, o criticam. Porém, na gênese dos jogos de luta, ainda não havia padrões muito definidos. Existia o Street Fighter 2, os que tentavam imitá-lo e os que buscaram se diferenciar dele... PA se encaixa neste último grupo. Então, para todos os efeitos, o considero efetivo em sua proposta mais simplista, uma vez que, tudo funciona direitinho. Acompanhado de gráficos bonitos e músicas empolgantes, fez a alegria da molecada que só tinha ele em mãos (fui um deles). 
Como este meu texto já está virando um review, pararei por aqui. Voltemos ao ponto que me fez criar esta coluna.
Ranker é um chefão bem legal. Pena que não dá para jogar com ele.
O game conta com um “History Mode” - onde controlamos Joe, em sua jornada para se tornar o melhor do mundo - e “Versus Mode”. Neste segundo, pode-se usar outros personagens, com excessão de Ranker, o chefão final. Assim, fica a dúvida no ar: “Kaneko, por quê não incluiu um “Arcade Mode?”.
Uma vez que, já estão todos disponíveis na programação, não haveria um custo muito maior em memória... se é que haveria. Talvez, uma “expremidinha no código”, já daria conta do recado. Usaria-se a própria foto do lutador, seu respectivo sprite acompanhado dos dizeres “Congratulations!” na tela final (ao vencer todos os oponentes). Outra coisa, e aqui, considero falha grave: Ranker não poder ser controlado, nem no modo para dois jogadores. Se o personagem já está lá, por quê não disponibilizá-lo?

Bons gráficos e músicas empolgantes. Ah, se a Kaneko, tivesse ousado mais!

Fechando a conta e passando a régua – Mesmo na época, ficou a sensação que, a Kaneko poderia ter ousado mais. Nem precisava ter feito algo muito sofisticado, bastando, que tivesse dado a possibilidade de usarmos todos os personagens livremente. Se tivesse três modos de jogo – os já existentes “History” e “Vs” com a adição do “Arcade” – daria uma boa longevidade à jogatina.
Por mais que, no modo principal, seja possível repetir lutas com adversários já vencidos (visando ganhar pontos e melhorar os atributos físicos de Joe), é muito pouco e, logo, perde-se o interesse. A coisa só melhora, caso, um amigo possa duelar contigo mas, “Cadê o Ranker?!”. Selecionar chefes em jogos de porrada, já era comum nos idos de 92 e, em Power Athlete, ficou faltando... uma grande mancada, a meu ver.

Até a próxima! 

Essa, não viu em revista alguma, hein? Encare Ranker com força total!


The Simpsons - Bart's Nightmare MSU-1 [Super Nintendo para sempre!] [[fuente]]


Mais um jogo entra para a lista de jogos agraciados com uma versão em MSU-1, esta foi a vez de Bart's Nightmare, agora contando com a trilha sonora com qualidade de CD. O romhacker responsável pelo feito foi Kurrono.

Confira o resultado:
É possível jogar diretamente no Super Nintendo, desde que possua o flashcard SD2SNES, ou no PC, utilizando o emulador Snes9X.

Download: Clique Aqui!

Para jogar no SD2SNES, basta descompactar e copiar a pasta para o cartão SD. No SNES, vá até a pasta copiada no SD e abra o arquivo "bn_msu1.sfc".

Para jogar no emulador Snes9X, descompacte o jogo e abra o arquivo "bn_msu1.sfc" presente dentro da pasta descompactada.

RETROspectiva – O 2018 gamístico do Sabat (ou quase isso)! [Retro Players: jogos antigos é com a gente!] [[fuente]]


Essa história sempre se repete: é de praxe da humanidade ponderar sobre os acontecimentos bons e ruins daquele período que se estendeu ao longo dos 365 dias que, a partir daquela última queima insana de fogos que a cachorrada do … Continue lendo

The post RETROspectiva – O 2018 gamístico do Sabat (ou quase isso)! appeared first on RETROPLAYERS - Jogos antigos é com a gente!.

8bit-Unity : brevemente um SDK para computadores dos anos 80! [Retromania.pt] [[fuente]]


O utilizador 8bit-Dude do forum da Retrowiki, anunciou há uns dias atrás, o desenvolvimento de um novo SDK: 8bit-Unity. O objetivo passa por oferecer um ambiente de desenvolvimento para sistemas 8 bits, a partir do qual o código possa facilmente ser exportado para outras plataformas . A Incompatibilidade entre computadores da era de 8 bits, […]

O conteúdo 8bit-Unity : brevemente um SDK para computadores dos anos 80! aparece primeiro em Retromania.pt.

Lufia II - Rise of the Sinistrals MSU-1 [Super Nintendo para sempre!] [[fuente]]


Lufia II - Rise of the Sinistrals é um clássico jogo de RPG do SNES que acaba de receber uma versão MSU-1, com músicas rearranjadas com qualidade de CD. Os romhackers responsáveis por essa versão foram ConnRelikk.

Confira o resultado:
É possível jogar diretamente no Super Nintendo, desde que possua o flashcard SD2SNES, ou no PC, utilizando o emulador Snes9X.

Download: Clique Aqui!

Para jogar no SD2SNES, basta descompactar e copiar a pasta para o cartão SD. No SNES, vá até a pasta copiada no SD e abra o arquivo "luf2_msu1.sfc".

Para jogar no emulador Snes9X, descompacte o jogo e abra o arquivo "luf2_msu1.sfc" presente dentro da pasta descompactada.